Nosso Twitter! Facebook! Contate-nos por email!

Crítica: Elenco de Malhação dá show de canastrice em morte de Marcela

 

Em duas décadas de carreira, a professora Marcela, de “Malhação”, foi a única personagem de Daniele Winits que não explorou o lado sensual da atriz. A própria Dani reconheceu isso, recentemente, ao afirmar que o papel na novelinha foi o mais completo de sua carreira.

Ao se despedir de Marcela na trágica cena em que a mãe de Gil morre após ser atropelada pelos bandidos parceiros de Sal, a loira jogou fora a chance de mostrar que é muito mais que a eterna musa das comédias de Carlos Lombardi.

Por conta do horário, a sequência do atropelamento não pôde ser exibida nos mínimo de detalhes: nada de corpo batendo no carro, atriz rolando no asfalto ou banho de sangue. A cena exigia uma dose de dramaticidade além da conta para compensar a falta do show pirotécnico. E Dani não chegou lá.

O texto era ótimo. A direção na medida certa. Bastava somente a atriz entrar em cena e dar seu recado. Tudo estava a seu favor. Ainda assim, a loira deixou muito a desejar. Não estou falando de lágrimas. Faltou emoção.

Sua companheira de cena, a atriz Raquel Vilela (Raquel) também não ajudou. Tudo ficou pior ainda quando Daniel Blanco (Gil) entrou em quadro. O novato pouco aprendeu nos últimos dez meses no folhetim.
O “velório” da professora no Misturama mostrou que o problema era generalizado. Todo o elenco envolvido na sequência deu um show de canastrice ao fazer caretas e forçar o choro pela perda de Marcela. A única exceção atende pelo nome de Ágatha Moreira (Ju).

Talvez por conta do baixo rendimento dos atores, a direção optou por mesclar a morte da loira com as cenas do sequestro de Lia, personagem de Alice Wegmann. Atuações fracas à parte, os adolescentes adoraram o capítulo e bombaram o Twitter com várias hashtags relacionadas à despedida de Dani Winits do projeto.

“Malhação” é um celeiro de novos atores. Por isso, cenas desse tipo são incomuns na produção. O trágico fim de Marcela foi a primeira morte exibida na novela, que está em sua vigésima temporada. O desfecho foi criado por conta da decisão da alta cúpula da TV Globo de escalar Dani para o elenco de “Amor à Vida”.
O fato é que a estrela perdeu a maior oportunidade de sua carreira. Agora, é esperar para ver se ela consegue se regenerar na pele da carente Amarylis, enfermeira que aceita ser barriga de aluguel de um casal homossexual e acaba formando um triângulo amoroso com os rapazes na trama das 21h.

Caso contrário, melhor a atriz tentar uma vaga no folhetim de estreia de Lombardi na Record. Ainda dá tempo! Afinal, ninguém faz o papel de loira gostosona melhor do que ela.

Crítica por: Wallace Carvalho, famosidades.

Observação: Vale lembrar que as críticas que são postadas no site, são feita por outros sites famosos ou blogueiros, nós não temos qualquer ligação. Apenas estamos levando as críticas até vocês.

3 comentários:

Alicia Taylor disse...

Como eu costumo dizer, opinião é igual nariz: cada um tem o seu. Não vi nada de tão errado assim nas cenas, mas quem sou eu, né? Um mera espectadora :)

Marina Bispo disse...

ah faltou muita coisa na morte da Marcela, poderia ter sido uma cena muito melhor, a Dani merecia muito mais, pq o papel dela foi muito bom na trama. Mas mesmo assim me emocionei bastante.

@_guigomes disse...

Não foi a primeira morte na malhação. Andreas foi a primeira morte.



Nome: Central de Notícias Malhação
Url: noticiasmalhacao.com
Versão: #MalhaçãoNews2013 (7.0)
Webmasters: Pablo e Lucas
Design: Lucas M.
Contato: @@
Melhor visualizado: Chrome
Visitantes: online








Afilie-se pela Chat Box.

Blog Archive